Candidatos recebem cartões de identificação para o concurso público da Educação

Os cartões de identificação dos candidatos inscritos no concurso público para professor e coordenador pedagógico da rede estadual de ensino já estão disponíveis. O documento com os locais onde serão realizadas as provas, no dia 25 de fevereiro, foi encaminhado para o e-mail cadastrado no formulário de inscrição e, também, pode ser visualizado no portal da Fundação Carlos Chagashttp://www.concursosfcc.com.br.  No documento, será possível visualizar o número da inscrição, endereço onde a prova será aplicada, o horário, a data e o número da sala. O concurso, promovido pelas secretarias estaduais da Educação e da Administração (SAEB), oferece 3.760 vagas, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino.

Inicio das Aulas no Colegio David Mendes em 2017 035

Foto: Ilustração/ Claudionor Junior

Ao todo foram inscritos 103,5 mil candidatos. Os portões serão abertos às 8h30 e fechados às 9h (horário local). As provas terão duração de 4h30 para candidatos ao cargo professor e de 3h30 para coordenador pedagógico. O candidato deverá comparecer ao local munido de caneta esferográfica de material transparente de tinta preta ou azul.

As provas serão aplicadas nas cidades de Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Eunápolis, Feira de Santana, Guanambi, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Juazeiro, Jequié, Macaúbas, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Salvador, Santa Maria da Vitória, Seabra, Serrinha, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista, conforme opção indicada pelo candidato no ato da inscrição.

Somente será admitido à sala de provas o candidato que estiver devidamente portando documento de identidade original, que legalmente o identifique, como: Carteiras e/ou Cédulas de Identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores; Cédula de Identidade para Estrangeiros; Cédulas de Identidade fornecidas por órgãos públicos ou conselhos de classe que, por força de Lei Federal, valham como documento de identidade. É importante levar, também, o cartão de identificação no dia das provas, pois ele contém dados necessários para melhor orientação do candidato.

Provas - O concurso contará com três etapas: provas objetiva, discursiva e de títulos (com previsão para abril de 2018). As vagas para professor são nas áreas de Arte, Biologia, Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Matemática, Química e Sociologia, sendo exigida formação específica e diploma concedido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Para coordenador pedagógico é exigida formação em Pedagogia, também com reconhecimento do MEC. Em todos os casos, a carga horária semanal é de 40 horas.

 

Estudantes da rede estadual ingressam com louvor em cursos como Direito e Medicina nas universidades públicas da Bahia

O primeiro lugar em diferentes cursos das universidades públicas da Bahia tem sido alcançado por vários estudantes concluintes da rede estadual de ensino, que se destacaram pelo desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio ou conquistaram as colocações por meio do Sistema de Seleção Unificada (SISU). São estudantes de cidades como Salvador, Barreiras, Capim Grosso, Cristópolis, dentre outras, que entraram em primeiro lugar em cursos como Direito, Letras e Geografia, na Universidade Federal da Bahia (UFBA), na Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB) e na Universidade Estadual da Bahia (UNEB). Um estudante de Presidente Tancredo Neves também comemora o desempenho e a conquista do 6º lugar no curso de Medicina da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

De acordo com o secretário da Educação do Estado da Bahia, Walter Pinheiro, o protagonismo dos estudantes da rede estadual no acesso ao ensino superior reflete as políticas públicas acertadas na área da Educação. “O desempenho dos estudantes da rede estadual comprova a prioridade que o Governo da Bahia vem dando para a Educação. Em 2017, por exemplo, tivemos várias ações do projeto Enem 100%, com aulões, o reforço na redação com o Redijaê, o estímulo ao ensino das ciências, além do apoio que demos para que os estudantes do interior pudessem se deslocar gratuitamente do seu município para as cidades onde as provas do Enem foram realizadas. Tudo isso somado ao apoio das famílias e à dedicação dos professores e de cada estudante resultou nestes resultados expressivos no acesso deles ao ensino superior”, destaca.  O estudante Lívio Trindade, 18, também conquistou o primeiro lugar no tradicional e concorrido curso de Direito da UFBA.

Estudante Vinicius Alves Ferreira - Direito UFOB (2)O estudante Vinícius Alves Ferreira, 18, que concluiu o Ensino Médio no Colégio Estadual El Shadai, localizado em Barreiras (871 km da capital), conquistou, através do SISU, o 1º lugar no curso de Direito da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), um dos mais concorridos da instituição. Para ele, a dedicação e suporte do colégio foram fundamentais. “Minha rotina de estudos foi muito intensa, pois estudava no colégio pela manhã, trabalhava à tarde e fazia cursinho à noite no colégio com professores voluntários. Como não tenho Internet em casa, aproveitava o wi-fi do colégio para baixar vídeo aulas. Após a fim do cursinho, tive a ideia de organizar um grupo de estudos noturno no próprio El Shadai, quando eu e mais três colegas estudávamos as principais técnicas de redação. O apoio da direção da escola foi muito importante em ceder uma sala e alguns equipamentos para que pudéssemos nos preparar. A alegria é imensa, pois do meu núcleo familiar, vou ser o primeiro a ter ensino superior. Os professores da minha escola são os melhores que poderia ter tido. Sinto orgulho de ser aluno do Colégio Estadual El Shadai”, revela emocionado.


Estudante Igor Vinicius Barreto - 6 lugar em Medicina da UESCMedicina
– Em Itajuípe (418 km de Salvador), Igor Vinicius Barreto, 19, comemora a sua aprovação em 6º lugar pelo SISU, no curso de Medicina da Universidade Estadual da Bahia (UESC), um dos mais concorridos do Estado. “Concluí o curso técnico em Administração no Centro Territorial de Educação Profissional do Baixo Sul (CETEP), localizado em Gandu. Ia e voltada de lá todos os dias, pois morava com minha mãe em Presidente Tancredo Neves. No ano passado, me dediquei muito para poder passar em Medicina, estudando em casa e fazendo cursinho. Atualmente, moro Itajuípe com minha avó e a minha ficha ainda não caiu, mesmo já tendo feito a matrícula. Minha família está muito feliz pela minha conquista e eu também porque me esforcei muito”, afirma Igor, filho de uma secretária e um caminhoneiro.

Quem também está celebrando é Pedro Lucas Pinto Santos, 17, por ter obtido o 1° lugar no curso de Letras com habilitação em Língua Inglesa no vestibular tradicional da Universidade Estadual da Bahia (UNEB). Ele acabou de concluir o Ensino Médio no Colégio Estadual Edna Moreira Pinto Daltro, em Capim Estudante Pedro Lucas  Pinto Santos - Lingua Portuguesa na UNEB (1)Grosso (300 km de Salvador). “Estou muito contente porque começarei o ano de 2018 já no Ensino Superior em um curso que eu sempre quis fazer. Minha mãe é empregada doméstica e está muito orgulhosa de mim, pois sou o primeiro da família a ingressar em uma universidade pública”, destaca.

Vitor Emanuel de Oliveira Araújo, 17, foi aprovado em 1° lugar no curso de Geografia, na UFOB, através do SISU. Ele concluiu os estudos no Colégio Estadual de Cristópolis, localizado em Cristópolis (796 km da capital). “Apesar de ter passado em Geografia, que é uma área que gosto muito, também estou na expectativa de ser aprovado em Farmácia, pois estou na lista de espera na mesma universidade”, comemora, empolgado.

Fotos: Divulgação/ Arquivo pessoal

 

- ASCOM

Jornada Pedagógica reforça planejamento coletivo para o fortalecimento pedagógico nas escolas estaduais

Depois de três dias de discussões em torno da Jornada Pedagógica 2018, os professores, coordenadores e gestores das unidades escolares da rede estadual de ensino já vivem a expectativa do início das aulas no próximo dia 19 de fevereiro. Em Salvador e no interior, os educadores participaram ativamente da Jornada Pedagógica, de segunda até esta quarta-feira (7), e realizaram o planejamento do ano letivo a partir do tema: “Aprendizagens e Territórios: Novos Rumos para a Educação do Século 21”. No mês de julho, uma nova etapa da Jornada Pedagógica acontecerá para avaliação, monitoramento e novas construções coletivas direcionadas ao segundo semestre.

27544809_596412130700906_7273467882752638435_n

Jornada Pedagógica da Escola Estadual Irmã Rosa Aparecida!/NTE19

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, que participou da jornada, ressalta que o envolvimento dos professores, coordenadores pedagógicos, dos gestores, técnicos e até das famílias na Jornada Pedagógica em todas as escolas da rede estadual reflete o novo momento da Educação na Bahia. “Estamos fortalecendo o eixo pedagógico das escolas e ofertando novos cursos, inclusive de curta duração, além de um novo perfil de oferta da Educação Profissional e Tecnológica, com o tempo reduzido de quatro para três anos. São ações para dinamizar o ensino e tornar mais atrativo o aprendizado dos estudantes, inclusive potencializando os projetos inovadores de iniciação científica, o ensino das artes com o teatro, música, audiovisual, artes visuais e o empreendedorismo”, afirmou, ao destacar que “esta mobilização da Jornada Pedagógica fortalece o projeto educacional de cada unidade escolar e prepara o ano letivo, considerando, também, o que foi realizado em 2017, sendo que teremos a segunda etapa da Jornada Pedagógica no meio do ano, prática que implantamos no ano passado”, destaca Pinheiro.

Engajamento - Os educadores também fazem uma avaliação da Jornada Pedagógica. O diretor Ramilton Cordeiro, do Colégio Estadual Raphael Serravalle, em Salvador, destaca a participação integral dos professores da unidade. “Tivemos a presença de praticamente todos os nossos educadores e isto dinamizou as discussões que traçamos para a construção de um modelo pedagógico mais leve e mais produtivo. Foi unânime a opinião de que esta foi a jornada mais interessante e participativa de todos os tempos. Tivemos apresentações culturais dos nossos alunos. Foi um sucesso. Estamos prontos para dar início ao novo ano letivo”.

O professor de Língua Francesa da mesma unidade escolar, Lázaro de Melo, ressalta a importância da atualização do Plano Político Pedagógico (PPP) do Serravalle: “É muito importante programarmos o ano letivo, o que vai ser feito durante o percurso. Tivemos discussões importantes em relação ao eixo norteador do nosso colégio, que se refere à uma educação inclusiva com foco na aprendizagem para o fortalecimento social”.

No Colégio Estadual Severino Vieira, também na capital baiana, o clima nos três dias de jornada foi de total participação dos educadores. “Tivemos uma presença maciça dos professores e coordenadores pedagógicos, e isto significa que estavam todos muito comprometidos com a jornada. Também avaliamos os projetos que deram certo em 2017, como o TransformaÊ, da Secretaria da Educação. Outro ponto importante foi a discussão sobre a importância da presença da família na escola para um melhor rendimento do aluno, que é o carro-chefe do nosso trabalho”.

A professora Cristina Menezes, do Colégio Estadual Presidente Médici, em Itabuna, também avalia a jornada. “Foi muito positiva, pois acolheu os vários seguimentos que participam da escola, o que permitiu uma discussão coletiva com vista no planejamento e definição de ações que vão contribuir para um melhor aprendizado dos estudantes”. O diretor do NTE 26 (Salvador), Luiz Henrique Peixoto, que participou das discussões em algumas unidades, como o Colégio Estadual da Bahia (Central) e o Severino Vieira, faz um balanço: “As discussões travadas sobre a contextualização territorial da aprendizagem foram as mais importantes. Destaque também para o diálogo sobre a qualidade da educação no século 21, a partir da inclusão e do respeito à diversidade. Outro debate importante foi sobre medidas para potencializar ainda mais os projetos estruturantes da Secretaria, a exemplo do FACE (Festival Anual da Canção Estudantil), TAL (Tempo de Arte Literária) e AVE (Artes Visuais Estudantis)”.

Concurso público para professor e coordenador pedagógico da rede estadual será realizado no dia 25 de fevereiro

O Governo do Estado confirmou para o dia 25 de fevereiro, às 9h (horário local), a realização das provas do concurso público para 3.760 vagas, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos, da rede estadual de ensino, por meio de publicação, nesta quarta-feira (7/2), no Diário Oficial (DO).  A avaliação será realizada em duas etapas (objetiva e discursiva) e terá duração de 4h30, para professores, e de 3h30, para coordenador pedagógico. O candidato que não receber o cartão informativo até o terceiro dia que antecede a aplicação das provas ou que tiver dúvidas deve entrar em contato com Fundação Carlos Chagas, pelo telefone (0XX11) 3723-4388, de segunda a sexta-feira (úteis), das 10 às 16 horas ou acessar o Portal:www.concursosfcc.com.br.

Volta as Aulas 2015 - Col. Mestre Paulo dos Anjos (39)

Foto: Claudionor Junior / Ilustração

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, destaca que o objetivo principal do concurso é fortalecer a Educação pública na Bahia. “Realizar este concurso foi um desafio assumido pelo governador Rui Costa, mesmo em um cenário econômico nacional ruim. Com isso, vamos fortalecer o eixo pedagógico com coordenadores pedagógicos em todas as escolas e ampliar o quadro de professores efetivos, promovendo, inclusive, esta renovação na rede, uma vez que estamos concedendo muitos pedidos de aposentadoria”, diz.

As provas serão aplicadas nas cidades de Salvador, Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Eunápolis, Feira de Santana, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Juazeiro, Jequié, Macaúbas, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Santa Maria da Vitória, Seabra, Serrinha, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista, conforme opção indicada pelo candidato na inscrição.

Somente será admitido à sala de provas o candidato que estiver devidamente portando documento de identidade original, que legalmente o identifique, como: Carteiras e/ou Cédulas de Identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores; Cédula de Identidade para Estrangeiros; Cédulas de Identidade fornecidas por órgãos públicos ou conselhos de classe que, por força de Lei Federal, valham como documento de identidade.

Etapas – O concurso contará com três etapas: provas objetiva, discursiva (ambas no dia 25 de fevereiro) e de títulos (com previsão para abril de 2018). As vagas para professor são nas áreas de Arte, Biologia, Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Matemática, Química e Sociologia, sendo exigida formação específica e diploma concedido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Para coordenador pedagógico é exigida formação em Pedagogia, também com reconhecimento do MEC. Em todos os casos, a carga horária semanal é de 40 horas.

Um total de 103,5 mil candidatos se inscreveram no concurso público da rede estadual, realizado conjuntamente pelas Secretarias da Educação e da Administração (SAEB).  Este é o sexto concurso que a atual gestão do Governo do Estado realiza em quase três anos, já tendo provido vagas nos quadros da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar, Oficiais da Polícia Militar, Embasa, Junta Comercial (Juceb) e da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba).

 

 

Coordenadores e Diretores se reúnem na Pré Jornada em Feira

2018-02-01-PHOTO-00000038Gestores e Coordenadores Pedagógicos das Unidades Escolares da Rede Estadual pertencentes ao Núcleo Territorial de Educação do Portal do Sertão (NTE 19), em Feira de Santana (116 km de Salvador) , participaram, nesta quinta-feira (01), da Pré-Jornada Pedagógica. No encontro foram compartilhadas orientações para a realização do planejamento do ano letivo junto aos professores, que acontece entre os dias 5 e 7 de fevereiro, na primeira etapa  da Jornada Pedagógica 2018.

A diretora Jacidalva Soares do Colégio Estadual Padre Vieira, município de Feira de Santana, destacou a importância da preparação para a jornada. “A pré jornada traz uma ponte entre a Unidade Escolar, NTE e Sec, alinhando assim, os temas e assuntos a fim de proporcionar um trabalho em conjunto, aprofundando o que se deseja na Educação para os alunos e Comunidade local”, disse.

Ainda segundo a diretora Marcia Almeida, do Colégio Estadual Antônio Carlos Magalhães, no município de Antônio Cardoso, relata que a realização da Pré-Jornada mostra o compromisso da Secretaria da Educação com o planejamento escolar. “A pré jornada vem buscar atualizar informações e aprimorar nosso conhecimento para que assim possamos planejar um ano letivo mais conciso e produtivo para nossos alunos”, explicou.

Jornada Pedagógica 2018
A Jornada é realizada pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia, em todas as unidades escolares da rede estadual de ensino e busca articular o planejamento para o ano letivo. O tema deste ano é “Aprendizados e Territórios: novos rumos para a educação do século XXI”. De forma inovadora, desde 2017 a Secretaria da Educação realiza a Jornada Pedagógica em duas etapas, uma no início e a outra no meio do ano letivo.

 

Secretaria da Educação realiza confirmação de matrícula para estudantes da Educação Inclusiva

A confirmação de matrícula para os estudantes da Educação Inclusiva, na rede estadual de ensino, começa nesta quinta-feira (25) e prossegue até a próxima segunda (29). O processo é direcionado a estudantes com necessidade educacional especial (com deficiência, transtorno global do desenvolvimento, e/ou altas habilidades/superdotação), que foram pré-matriculados no mês de novembro.

Educação Inclusiva (5)

Fotos: Claudionor Jr.

A matrícula antecipada teve o propósito de preparar a rede estadual de ensino para receber os alunos, possibilitando a inclusão deles em um serviço de qualidade. A pré-matrícula é um processo consolidado pela Secretaria da Educação do Estado, com a implantação, em julho deste ano, das Diretrizes da Educação Inclusiva.

Para a confirmação de matrícula dos estudantes da Educação Inclusiva, os pais ou responsáveis devem apresentar os seguintes documentos na unidade escolar que foi indicada no cadastro: Original do Histórico Escolar ou Atestado de Escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Carteira de Identidade (RG) ou Certidão de Registro Civil; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, dentre outros); e o código do SETPS (que consta no Salvador Card) para as escolas do município de Salvador.

Governador anuncia mais de 19 mil vagas para cursos da Educação Profissional e Tecnológica

Centro de  Educação Profissional  Territorial de Itapetinga (50)Durante edição do programa Papo Correria nesta terça-feira (23), o governador Rui Costa anunciou que serão abertas nesta quarta (24) as inscrições para o sorteio eletrônico de 19.373 vagas, para 57 cursos técnicos de nível médio, da Educação Profissional e Tecnológica. Ofertadas na forma de articulação Subsequente ao Ensino Médio (PROSUB), os cursos tiveram uma redução na duração dos cursos de 1 ano e meio para 1 ano e vão abranger 121 municípios de todos os 27 Territórios de Identidade da Bahia.

“Em um ano, aumentamos de 80 mil para 120 mil o número de vagas na educação profissionalizante. Nossa meta agora é ampliar a educação integral para que os alunos possam, em um turno, aprender disciplinas como matemática, português e química, e no outro turno participar de atividades de esportes, artes e ter uma formação profissionalizante. Com essa formação, eles já podem sair do ensino médio preparados para enfrentar o mercado de trabalho”, comentou Rui.

As inscrições para o sorteio eletrônico serão realizadas até 31 de janeiro, no Portal da Educação no endereço www.educacao.ba.gov.br. Só poderá participar o estudante que tenha concluído o ensino médio e suas modalidades, de forma gratuita, seja em estabelecimentos de ensino da Rede Pública de Educação (no âmbito federal, estadual, municipal), tenha comprovadamente, cursado o Ensino Médio em instituição filantrópica ou em instituição privada na condição de bolsista integral.

O Sorteio Eletrônico será realizado no dia 02 de fevereiro, às 15h, no Auditório da Secretaria da Educação, situada na 5ª Avenida, nº 550, Centro Administrativo da Bahia, município de Salvador, com a participação de representantes do Ministério Público, Tribunal de Contas, Auditoria Geral do Estado, Conselho Estadual de Educação, candidatos, pais, professores e comunidade local.

As vagas disponibilizadas serão distribuídas de forma igualitária para as duas opções de acesso. Sendo assim, 50% das vagas serão sorteadas para estudantes concluintes do ensino médio e suas modalidades, declarantes do aproveitamento escolar das médias finais obtidas nas disciplinas Língua Portuguesa e Matemática no último ano/módulo de estudo no Ensino Médio ou equivalente. E 50 % das vagas serão sorteadas para os candidatos que se inscreveram para concorrer ao sorteio eletrônico aleatório.

Último dia de matrículas na rede estadual de ensino

A Secretaria da Educação do Estado realiza, nesta terça-feira (23), o último dia de matrículas da rede estadual de ensino. O processo continua para os estudantes do Ensino Médio que desejam ingressar na nas escolas estaduais. Além da oferta regular, podem fazer a matrícula estudantes para a Educação Profissional e Tecnológica, de Jovens e Adultos (EJA), Inclusiva e Indígena. O atendimento aos pais e/ou responsáveis ocorre até às 20h, não sendo necessariamente a escola onde o estudante pretende estudar. O ano letivo de 2018 na rede estadual começa no dia 19 de fevereiro.

 Secretário acompanha início da matrícula - foto. Suâmi Dias  (18)

Para a matrícula, os pais ou responsáveis devem apresentar os seguintes documentos: Original do Histórico Escolar ou Atestado de Escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Carteira de Identidade (RG) ou Certidão de Registro Civil; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, dentre outros); e o código do SETPS (que consta no Salvador Card) para as escolas do município de Salvador.

Entre os dias 25 e 29 de janeiro a Secretaria da Educação do Estado realiza o processo de confirmação de matrícula dos estudantes da Educação Inclusiva, que realizaram pré-matrícula no mês de novembro. A matrícula antecipada teve o propósito de preparar a rede estadual de ensino para receber os alunos com necessidade educacional especial, possibilitando a inclusão deles em um serviço de qualidade.

- Cronograma da Matrícula 2018:

. 23/1 – Matrícula dos estudantes do Ensino Médio e suas modalidades (Profissional e Tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena);

. 25, 26 e 29/1 – Confirmação de matrícula do público alvo da Educação Inclusiva que realizou a pré-matrícula em novembro de 2017.

Foto: Suâmi Dias

Começa a matrícula de estudantes do Ensino Médio que desejam ingressar na rede estadual

Estudantes do Ensino Médio que desejam ingressar na rede estadual de ensino tem hoje e amanhã (22 e 23/12) para realizar a matrícula nas unidades escolares. O atendimento aos pais e/ou responsáveis ocorre até às 20h, não sendo necessariamente a escola onde o estudante pretende estudar. Além da oferta regular, podem realizar a matrícula estudantes para a Educação Profissional e Tecnológica, de Jovens e Adultos (EJA), Inclusiva e Indígena.

 Secretário acompanha início da matrícula - foto. Suâmi Dias  (44)

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, fala sobre essa etapa do processo de matrícula. “Para essa oferta estamos introduzindo novidades e reformulações para melhorar a qualidade no ensino. Estamos promovendo uma nova matriz curricular para 45 cursos da modalidade Ensino Médio Integrado com a Educação Profissional (EPI), com redução de quatro para três anos de duração, para que os estudantes possam ter acesso mais ágil ao mundo do trabalho. Além de implantarmos cursos técnicos de nível médio nas escolas de ensino regular. Também ofertaremos cursos de curta duração e de duração plena, tudo isso com o objetivo de chegarmos até dezembro de 2018 em todas as escolas de Ensino Médio da Bahia com, pelo menos, um curso profissionalizante”, acrescenta Pinheiro.

Para a matrícula, os pais ou responsáveis devem apresentar os seguintes documentos: Original do Histórico Escolar ou Atestado de Escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Carteira de Identidade (RG) ou Certidão de Registro Civil; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, dentre outros); e o código do SETPS (que consta no Salvador Card) para as escolas do município de Salvador.

Matrícula - Na primeira semana foram registrados a matrícula de mais de 146.890 alunos na rede estadual. Somado ao número de renovações, realizadas no mês de novembro, a rede estadual de ensino possui, até o momento, mais de 729.000 estudantes matriculados para o ano letivo de 2018.

- Cronograma da Matrícula 2018:

. 22 e 23/1 – Matrícula dos estudantes do Ensino Médio e suas modalidades (Profissional e Tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena);

. 25, 26 e 29/1 – Confirmação de matrícula do público alvo da Educação Inclusiva que realizou a pré-matrícula em novembro de 2017.

Foto: Suâmi Dias

Escolas estaduais realizam matrícula para novos estudantes do Ensino Fundamental nesta sexta-feira (19)

Os estudantes do Ensino Fundamental que desejam ingressar na rede estadual de ensino devem ser matriculados, nesta sexta-feira (19), em qualquer escola da rede estadual até às 20h, não sendo necessariamente a escola onde pretende estudar. As vagas abrangem todas as modalidades, que inclui e Educação de Jovens e Adultos (EJA), Educação Inclusiva e Educação Indígena, além de cursos de qualificação tecnológica.

Para a matrícula, os pais ou responsáveis devem apresentar os seguintes documentos: Original do Histórico Escolar ou Atestado de Escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Carteira de Identidade (RG) ou Certidão de Registro Civil; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, dentre outros); e o código do SETPS (que consta no Salvador Card) para as escolas do município de Salvador.

Matrícula 2018 – Entre os dias 16 e 18 de janeiro, a Secretaria da Educação do Estado registrou mais de 114.000 estudantes matriculados na rede estadual de ensino.  Somado ao número de renovações, realizadas no mês de novembro, a rede estadual de ensino possui, até o momento, mais de 696.600 estudantes matriculados para o ano letivo de 2018.

- Cronograma da Matrícula 2018:

. 19 – Matrícula dos estudantes novos do Ensino Fundamental e suas modalidades (cursos de qualificação tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena);

. 22 e 23 – Matrícula dos estudantes do Ensino Médio e suas modalidades (Profissional e Tecnológica; Jovens e Adultos – EJA; Inclusiva e Indígena);

. 25, 26 e 29 – Confirmação de matrícula do público alvo da Educação Inclusiva que realizou a pré-matrícula em novembro de 2017.

Documentos: Original do Histórico Escolar ou Atestado de Escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Carteira de Identidade (RG) ou Certidão de Registro Civil; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, dentre outros); e o código do SETPS (que consta no Salvador Card) para as escolas do município de Salvador.