Estado amplia acesso à bolsa permanência para professores prestes a se aposentar

Os professores que possuem os requisitos para a aposentaria, mas que desejam permanecer em atividade, podem requerer, a qualquer tempo, o benefício da Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe, implementada pela Lei n° 13.595/2016. A medida é baseada em portaria publicada pela Secretaria da Educação, no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (16). Aqueles que optarem pela bolsa e decidirem continuar lecionando recebem valores de R$ 800, para carga horária de 20h, e de R$ 1.600, para 40 horas. A vigência do recebimento da bolsa é a partir da data da publicação do ato de concessão.

Retorno as Aulas no Colegio Pedro Calmon (16)“A Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe é uma iniciativa que reflete os esforços empreendidos pelo Governo do Estado para melhorar a educação pública. Afinal, estamos tratando de professores com larga experiência, profissionais que dedicaram suas vidas à escola e que, portanto, podem optar em continuar contribuindo com a educação e com a formação dos nossos estudantes”, comentou o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

Dentre os requisitos para ser beneficiado, o professor precisa ter completado as exigências para a aposentadoria voluntária nos termos da Lei nº 11.357/2009; estar lotado em uma unidade escolar e ter optado por permanecer em efetiva regência de classe. A Bolsa de Estímulo à Permanência será paga pela Secretaria da Educação do Estado mensalmente e, exclusivamente, durante o ano letivo, e serão levadas em consideração áreas do conhecimento em que haja carência de docentes na rede estadual.

Os professores poderão dar entrada na solicitação do benefício se dirigindo ao SAC Educação, em Salvador e Feira de Santana, ou no Núcleo Territorial de Educação (NTE) vinculado à sua escola. Na etapa seguinte, o setor de Recursos Humanos da Secretaria da Educação apreciará os pedidos para a publicação dos contemplados, por meio do Diário Oficial do Estado.

Foto: Claudionor Junior/Ilustração

Estudantes realizam recital e promovem campanha de solidariedade em Feira de Santana

20883397_1612427992109072_1766587867_oOs estudantes do Colégio Juiz Jorge Farias Góes, em Feira de Santana (a 108 km de Salvador), no Centro-Norte do Estado, encontram na linguagem teatral um jeito muito especial para falar sobre o tempo. Para isso, realizaram o V recital da unidade escolar com o título “O Tempo – Temos todo tempo do mundo”, na sexta e sábado (11 e 12), no Teatro Municipal Margarida Ribeiro.

Em cena, 28 estudantes realizaram várias performances artísticas convidado a todos a refletir sobre como estão empregando e aproveitando o tempo. Eles aproveitaram a iniciativa para realizar uma campanha de solidariedade, arrecadando alimentos não perecíveis, que serão doados para instituições de caridade da cidade.

Para a diretora do colégio, Flávia Araújo, atividades como esta são importantes para o processo de ensino e aprendizagem dos estudantes.  “Estas atividades são importantes porque mexem com a criatividade dos estudatnes e é visível a evolução escolar de cada um. Além disso, acreditamos que a arte pode mudar vidas e temos trabalhado e investido muito na descoberta do talento desses meninos”, afirma.

O estudante João Pedro Pereira, 17, 2º ano, recitou poemas e em cada ato deixava uma reflexão sobre a otimização do tempo. “Foram dois meses de preparação. Tive que memorizar muitas coisas, aprender sobre poema, de como colocar a entonação da voz e como levá-la ao público. E o trabalho em grupo foi muito bom. Acabamos aprendendo a dividir espaço, entender a individualidade de cada um para tudo dar certo e alcançar nosso objetivo, que era fazer o espetáculo”, relata.

Ana Jaqueline Araújo, 16, também do 2º ano, aproveitou o tempo que tinha para aprender a cantar, a dançar, a recitar poemas e a atuar, pois, segundo a estudante, não sabia nada disso. “No espetáculo, participei na dança, recitei poema, atuei no teatro e cantei. Foi estimulante porque a gente acaba percebendo tudo que pode fazer. Eu não sabia cantar e achava que não conseguiria, mas aprendi. A partir daí percebi que posso ir além e aprender tudo que eu quiser fazer. Além do ambiente de aprendizado que foi propício. Ficou tudo mais fácil e a apresentação foi muito bonita e emocionante”, declara.

20884064_1612428005442404_1244200978_o

Fotos: Ascom|NTE-19

Nos dois dias de evento, os estudantes recolheram mais de 400 quilos de alimentos que, segundo o diretor do espetáculo, Uriel Vitor Falcão, serão doados para instituições beneficentes. “A ideia da doação surgiu no momento que fomos informados da isenção da taxa de pagamento do teatro, mas que também não poderíamos vender os ingressos. Então, pensamos em conciliar a arte e a solidariedade, recolher alimentos não perecíveis e ajudar outras pessoas que estão em condições desfavoráveis. Agora, vamos montar cestas básicas e doar para uma ou mais instituições que ainda não definimos. A ação deu muito certo e todos estão de parabéns”, comemora.

‘Diálogo com Gestores’ escolares chega em Feira de Santana próximo dia 10 de agosto

Capa Classificador (1)-1Com o objetivo de estabelecer um contato direto com os gestores escolares, a Secretaria da Educação do Estado está realizando a série ‘Diálogo com Gestores’. Na próxima quinta-feira (10), o secretário Walter Pinheiro e a equipe técnica da Secretaria estarão reunidos com  gestores de escolas do Núcleo Territoriai de Educação de Feira de Santana (NTE 19), no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, a partir das 8h. A atividade, que prossegue até a sexta-feira (11), também envolverá gestores das escolas dos núcleos de Ipirá (NTE 15) e Serrinha (NTE 04).

O Núcleo Territorial de Educação do Portal do Sertão (NTE-19), é o maior Território de Identidade após o NTE-26 de Salvador, contemplando 105 escolas, sendo 73 na Sede em Feira de Santana e, 32 escolas distrubuídas entre os 18 municípios que compõem a região.

Secretarias da Educação e Administração montam força-tarefa para agilizar processos de aposentadoria

A Secretaria da Educação do Estado juntamente com a Secretaria de Administração do Estado (Saeb), por meio da Superintendência de Previdência (Suprev), montaram uma força-tarefa para agilizar os processos de aposentadoria dos professores e profissionais da Educação. Segundo a Suprev, os servidores estaduais da Educação estão entre os beneficiados pela maior agilidade no trâmite dos processos de aposentadoria no Estado e, graças a esta força-tarefa, foi possível viabilizar, de janeiro a julho deste ano, a publicação de 1.320 atos de aposentadoria apenas dos funcionários da pasta. Este dado representa um acréscimo de 53% em relação à quantidade de benefícios concedidos em 2016, no mesmo período.
A parceria visou atender ao aumento na demanda recebida pela Educação ao longo deste ano. “O esforço é para desburocratizar os processos de aposentadoria que estavam se arrastando, devolvendo aos professores e técnicos da Educação o direito de se aposentar com dignidade”, afirma o Secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro. “Trata-se de um grupo especialmente importante, já que nada menos que 55% das aposentadorias do poder executivo estadual hoje são de funcionários da Educação”, acrescenta Eduardo Matta, diretor de Administração dos Benefícios Previdenciários da Suprev.
Estímulo à permanência
Além do esforço para a redução do passivo de pedidos de aposentadoria, o governo estadual também oferece incentivos aos servidores em condição de se aposentar que tenham interesse em se manter em atividade. É o caso da Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe. Criada em dezembro de 2016, por meio da Lei Estadual 13.595, a bolsa prevê o pagamento de benefícios de R$ 800 a R$ 1.600 para os professores que desejarem permanecer em sala de aula mesmo após atingirem os pré-requisitos para aposentadoria. A iniciativa já conta com a adesão de 883 professores da rede pública estadual dos Ensinos Fundamental e Médio.
Outras pastas
Segundo a Suprev/Saeb, de janeiro a julho de 2017, foram publicados, no Diário Oficial do Estado, 4.100 mil atos de aposentadoria de servidores públicos estaduais. Este número indica um acréscimo de pouco mais de 10% em relação ao volume publicado no mesmo período do ano passado e representa mais de 96% do total de aposentadorias concedidas ao longo do ano inteiro de 2015, quando foram publicados 4.236 atos.
As estatísticas são resultado de uma série de medidas tomadas pelo governo estadual com o objetivo de tornar o processo de concessão de aposentadoria dos servidores mais rápido e eficiente. “Do ano passado para cá, nós conseguimos reduzir de uma média de 30 para 20 dias o período de tempo total de tramitação em nossa Superintendência dos processos de aposentadoria”, informa Eduardo Matta. Entre as medidas que resultaram nessa melhoria, Matta cita, por exemplo, a recomposição da equipe responsável pela atividade, além de um trabalho intensivo de controle da produtividade, com o auxílio das ferramentas de um sistema informatizado.
*Com informações da Ascom/Saeb

Secretário Pinheiro visitou escolas em Conceição da Feira e Maragogipe no sábado 29.07

Apresentação de alunos da Escola Hérlio Mascarenhas - Conceição da Feira

Apresentação de alunos da Escola Hérlio Mascarenhas – Conceição da Feira

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, visitou, neste sábado (29), escolas da Rede Estadual localizadas nos municípios de Conceição da Feira e Maragogipe. Acompanhado de técnicos da Secretaria, ele cumpriu uma extensa agenda percorrendo as instalações físicas das unidades escolares e dialogando com estudantes, pais, gestores, professores e funcionários, visando levar melhorias e planejando a reestruturação da rede.

Em Conceição da Feira, Pinheiro visitou as escolas estaduais Herlio Mascarenhas Cardoso e a Yeda Barradas Carneiro, onde dialogou com a comunidade escolar e percorreu todas as instalações físicas das unidades. O prefeito do município, Raimundo Bastos, acompanhou o secretário junto com presidente da Câmara de Vereadores, Adriano Melo, além do diretor do NTE 19, Ivamberg Lima. “Estamos buscando esta aproximação cada vez maior entre a Secretaria e as escolas e, para isso, estas visitas são fundamentais. É pisando no chão das escolas e dialogando com a comunidade escolar que ampliamos nosso conhecimento sobre a realidade de cada unidade, para que possamos ofertar as condições de melhorar a Educação de forma contextualizada com as demandas de cada lugar, sempre com foco no fortalecimento do eixo pedagógico”, destacou o secretário.

Na Escola Estadual Herlio Mascarenhas Cardoso, Pinheiro foi recebido com uma apresentação musical dos alunos e falou sobre as novas perspectivas para a Educação na Bahia, com a oferta de novos cursos, inclusive de empreendedorismo, além da necessidade de reestruturação da rede, para que o Estado tenha foco maior no Ensino Médio e amplie a pactuação com os municípios, para que os mesmos possam ofertar o Ensino Fundamental com qualidade. A diretora Ana Cristina Pereira Castelo destacou que o diálogo com Pinheiro foi proveitoso. “Nossa escola tem uma reputação muito boa na cidade e ofertamos hoje do 6º ano do Ensino Fundamental ao 2º ano do Ensino Médio, para 502 estudantes. Hoje foi um dia especial para toda a comunidade escolar, principalmente porque pudemos ouvir do secretário que a reestruturação da rede será feita com muito critério de forma a melhorar mesmo a educação em nossa cidade. Além disso, ele percorreu todas nossas instalações físicas junto com a equipe técnica da Secretaria”, disse.

Maragogipe

Em Maragogipe, no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) Vale do Paraguaçu, Pinheiro conheceu a Casa de Farinha e o Laboratório de Agropecuária, onde são produzidos, em atividades de aula, alimentos como hortaliças e farinha de mandioca. A carne de fumeiro, produto típico do município, também é manipulada pelos alunos. “Foi muito positiva a visita de hoje, onde o Secretário e o superintendente da Educação Profissional, Durval Libânio Neto, puderam conhecer todos os ambientes da escola, tanto os fatores positivos quanto as necessidades para melhoria da unidade. Com isso algumas ideias surgiram, tanto no campo da Educação Profissional quanto no campo da Educação Empreendedora. Além disso, o secretário destacou que teremos a retomada de ampliação e obras para que possamos potencializar nossa escola”, destacou o diretor do CEEP, Alan Fernandes Prazeres.

No Colégio Estadual Gerhard Meyer Suerdik, que oferta Ensino Médio para 872 alunos, o secretário foi recebido pela fanfarra dos estudantes, antes de dialogar com o colegiado escolar e a diretora Ana Claudia Souza Carvalho. Pinheiro e a equipe da Secretaria também visitaram os colégios estaduais Nossa Senhora da Conceição e Polivalente de Maragogipe.

Governo do Estado lança projeto Escolas Culturais em Itabuna

escolasculturais1O governador Rui Costa lançou, nesta quinta-feira (27), em Itabuna, no sul da Bahia, o projeto Escolas Culturais, que tem a proposta de fortalecer e dinamizar as escolas, por meio da cultura, em benefício da comunidade. Uma grande festa marcou o lançamento, realizado no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, a primeira unidade de ensino a receber a iniciativa, que chegará, inicialmente, a 85 escolas, localizadas em 66 municípios de todos os Territórios de Identidade.

“Hoje é o lançamento de um grande projeto, que é a integração da cultura com a escola. Nesses dois anos, visitando mais de 250 escolas, eu vi muitas experiências positivas e resolvemos criar essa experiência de abrir a escola para a comunidade, de trazer a comunidade cultural para dentro da escola”, afirmou Rui, acompanhado da primeira-dama e presidente das Voluntárias Sociais, Aline Peixoto. “Hoje é um dia muito feliz para mim. Eu me sinto muito realizado. Até dezembro, vamos botar o pé na estrada, percorrer as escolas e motivar a juventude. O que estrutura a alma do ser humano é cultura. Nós queremos plantar e semear isso dentro da escola”, acrescentou.
No final da solenidade, o governador agradeceu à equipe da Secretaria da Educação e ao secretário pela gestão que vem sendo realizada. “Claro que um cargo de Senador da República dá mais audiência e notoriedade do que o cargo de secretário. Então eu gostaria de agradecer ao senador da república Walter Pinheiro pela sua dedicação e compromisso. Antes me falavam que a Secretaria estava afastada das escolas e agora a gente vai vendo que isto vem mudando paulatinamente.

Fotos: Cláudia Oliveira Ascom/Educação

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, destacou a integração entre a escola e a comunidade, a partir dos projetos artísticos que serão desenvolvidos. “O projeto vai começar em todos os territórios do Estado, em 85 escolas, dialogando com a identidade e identificando os traços culturais de cada localidade. Na realidade, temos práticas culturais em todas as escolas estaduais, que já praticam atividades com os projetos estruturantes de arte, cultura e ciência, e diversos trabalhos desenvolvidos por estudantes. Agora temos que fazer uma integração entre as diversas manifestações culturais do território, da cidade e da escola, transformando a comunidade escolar em grande protagonista e implantando as diversas expressões artísticas e traços culturais no currículo escolar”, disse.
A diretora Ednailza Miranda Aboboreira, do Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães, fala sobre o sentimento da comunidade escolar em ser a escolhida para o lançamento do projeto Escolas Culturais. “O sentimento é de emoção e gratidão, porque achamos que o projeto vai fazer a educação cada vez melhor por ser a cara da juventude. Esta união da educação, da arte e da cultura, dá a oportunidade deles expressarem sua linguagem, respeitando a individualidade e a diversidade de todos”, explicou.
A estudante do 2º ano, Larissa Ramos, do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, e moradora de Uruçuca, destaca a importância da iniciativa. “Eu gosto muito do colégio. Os professores são bons e acho que este projeto de Escolas Culturais vai agregar conhecimento porque é essencial que as escolas invistam em arte e cultura. Isso ajuda para que o aluno fique mais tempo na escola e possa ser mais produtivo”, ressaltou.
Já envolvida com a arte, a estudante do 2º ano, Edcléia Brito, que se apresentou no lançamento com o grupo de Dança do Modelo, falou sobre a expectativa da implantação do projeto. “”Faço parte do grupo de dança há dois anos e gosto muito. Acho que com este projeto vai ter mais oportunidades para todos na escola de praticarem algo que se identifiquem”, relatou.
20245822_1407351652647627_2200798616632337035_n
Gestão compartilhada 
A gestão das Escolas Culturais será realizada por meio de uma equipe compartilhada, formada por representantes da Secretaria da Educação do Estado e dos Núcleos Territoriais, por um grupo de trabalho da Secult e da SJDHDS e pelos Núcleos de Arte e Cultura (NAC), compostos por um professor, dois líderes de classe e um representante territorial de cultura.
O educador e os dois alunos passarão por uma formação continuada, com cursos promovidos em diversas áreas de cultura, ministradas pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC) e Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba). “Esse é um programa muito importante, idealizado pelo governador, no sentido de oferecer opções socioculturais aos jovens e adolescentes, ampliando o espaço da escola e fazendo com que a escola interaja com a comunidade”, comentou o titular da SJDHDS, Carlos Martins.
Programa interdisciplinar
O evento de lançamento incluiu apresentações artísticas do quinteto de metais da Orquestra Neojiba, de estudantes e grupos culturais de Itabuna, além de oficina de grafite. As atividades foram encerradas com um show do cantor Luiz Caldas para os estudantes do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães. “Nós estamos fazendo com que a cultura dê um abraço em uma das suas principais vertentes, que é a educação. É um programa interdisciplinar. É um exemplo para o Brasil. É um grande ganho para estudantes e para a população, porque é um programa para dentro da escola e também para a comunidade”, destacou o secretário de Cultura, Jorge Portugal.
As secretárias estaduais de Políticas para as Mulheres, Julieta Palmeira, e do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana; o superintendente de Fomento ao Turismo do Estado, Diogo Medrado; a senadora Lídice da Mata; e o prefeito de Itabuna, Fernando Oliveira, também participaram do lançamento.
Texto: Secom Bahia/ Ascom Educação

Últimos dias de inscrição para cursos do MedioTec na rede estadual

mediotec
Terminam nesta quinta-feira (20) as inscrições para 2.224 vagas  ofertadas ofertas pela Secretaria da Educação do Estado em 31 cursos da nova modalidade de Educação Profissional e Tecnológica: o MedioTec. Esta oferta é dirigida aos estudantes matriculados no 2º ano ou 3º ano do Ensino Médio, que poderão fazer o curso técnico no turno oposto aos quais fazem o ensino regular. As vagas são para 51 municípios e as inscrições, nos diferentes eixos tecnológicos, ocorrerem, exclusivamente, pelo Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br).
O programa é uma ação do Ministério da Educação, no âmbito do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). O objetivo é proporcionar aos estudantes uma formação profissional e ampliar as chances de inserção no mundo do trabalho, seja com o emprego formal ou por meio do empreendedorismo. Entre os cursos ofertados estão os técnicos em: Agronegócios, Agroecologia, Agroindústria, Administração, Aquicultura, Hospedagem, Guia de Turismo, Teatro, Canto, Dança, Eventos, Cenografia, Instrumento Musical, Agenciamento de Viagem, Pesca, Recursos Pesqueiros, Controle Ambiental, Cozinha, Zootecnia, Computadores, Telecomunicações, Redes de Computadores, Informática, Artesanato, Museologia, Controle Ambiental, Qualidade, Automação Industrial, Produção de Áudio e Vídeo.
O superintendente da Educação Profissional e Tecnológica do Estado, Durval Libânio, destaca que o MedioTec “é uma oportunidade para os alunos que, inicialmente, não optaram pela Educação Profissional, terem uma nova chance após um período de amadurecimento. A oferta possibilita que o aluno tenha uma formação do Ensino Médio aliada ao ensino técnico, abrindo mais perspectivas para o mundo do trabalho”, explica.
Inscrições – O processo seletivo inclui sorteio eletrônico, que ocorre no dia 24 de julho, no qual concorrerão todos os inscritos. Para alguns cursos do eixo tecnológico Produção Cultural e Designer, os primeiros classificados no sorteio eletrônico para o número de vagas ofertadas irão fazer um teste de habilidades específicas, no período de 26/7 a 2/08. No mesmo período está programada a matrícula e entrevistas (quando houver) para todos os cursos. Para tanto, os classificados devem se dirigir aos Centros de Educação Profissional e unidades compartilhadas para os quais se inscreveram. É preciso levar o original do Histórico Escolar ou atestado escolar atualizado; originais e cópias da Cédula de Identidade, do CPF e do comprovante de residência.

Recadastramento dos Servidores Públicos do Estado começa hoje 17/07

O Governo da Bahia vai recadastrar 150 mil servidores públicos ativos. O processo acontece entre 17 de julho e 13 de agosto. O recadastramento deve ser feito, exclusivamente, via Internet, no site www.recadastramento2017.ba.gov.br, utilizando a mesma senha usada para acessar o contracheque online do Portal do Servidor. Aqueles que não efetivarem a atualização cadastral no prazo estabelecido estarão sujeitos a penalidades previstas no Título V do Estatuto do Servidor Público do Estado da Bahia (Lei nº 6.677/1994). O objetivo da ação é a validação dos locais e jornada de trabalho dos servidores, bem como atualizar informações cadastrais dos servidores, a fim de operacionalizar o sistema de recursos humanos do Estado.

Na segunda etapa do recadastramento, as Diretorias Administrativas de cada órgão vão cadastrar no sistema os nomes, números de matrículas e e-mails dos chefes imediatos de cada servidor. Já na terceira e última etapa, os chefes indicados pela coordenação de recursos humanos de cada unidade irão validar as informações fornecidas na primeira etapa, confirmando-as ou não. Após a validação, a Corregedoria Geral da Secretaria da Administração do Estado da Bahia (CGR/Saeb) será acionada no sentido de verificar as inconsistências e corrigi-las. Paralelamente, os dados validados ficarão numa base temporária e posteriormente comparados com os dados do Sistema Integrado de Recursos Humanos (SIRH).

emailmkt

Secretaria promove encontro com gestores escolares em Alagoinhas

A Secretaria da Educação do Estado reuniu, nesta quinta-feira (13), em Alagoinhas, cerca de 80 gestores de escolas dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) de Ribeira do Pombal (NTE 17), Alagoinhas (NTE 18) e de Feira de Santana (NTE 19) para o ‘Diálogo com Gestores’. A atividade, que teve como objetivo estabelecer um contato deireto com os gestores, contou com a participação do secretário Walter Pinheiro e aconteceu durante todo o dia no Centro Territorial de Educação Profissional Norte e Agreste Baiano.

Segundo Pinheiro, esta interação é fundamental para nortear as prioridades da gestão. “Esta é uma relação direta da Secretaria com a ponta e, ao mesmo tempo, também, permite que os setores, os gestores, as escolas e os professores tenham a possibilidade efetiva de colocar os seus pontos de vista e passar para a Secretaria, inclusive, quais são as suas dificuldades e, também, estabelecer o caminho de volta, ou seja, como é que a Secretaria dialoga e toca as questões da ponta, fazendo funcionar as escolas”, afirma Pinheiro.
A diretora Maria da Conceição Pereira, do Colégio Estadual Polivalente de Alagoinhas, acredita que a iniciativa fortalece a gestão escolar. “Nós que ficamos aqui na ponta, precisamos de informações que vêm do topo, apesar de termos o apoio muito grande do NTE. Mas têm informações que a gente precisa ter acesso, de maneira mais detalhada.  Então, quando vem um grupo da Secretaria fazer este encontro conosco, a gente sai daqui revigorada”, afirma.encontro-dialogo-com-gestores-em-alagoinhas-14
Para Maria José Santana, diretora do Colégio Estadual João Francisco da Silva, no município de Sítio do Quinto, o encontro contribui para a melhoria das escolas. “É muito importante este contato, de estar trocando experiências com outros gestores e dialogando com os gestores da Secretaria sobre a nossa realidade, buscando soluções para os nossos problemas”, considera.
Já o vice-diretor Raimundo Tadeu, do Colégio Estadual Flaviano Dantas do Nascimento, município de Banzaê, diz que a iniciativa vai além da troca de experiências. “Considero este um momento fundamental para as práticas de atualização, do que o gestor deve fazer para melhorar a gestão na sua unidade de ensino. Este trabalho é importante porque nos auxilia com cada situação da parte técnica da gestão”.
O próximo ‘Diálogo com Gestores’ está programado para os dias 20 e 21/7, na sede do NTE 11, em Barreiras, envolvendo, também, os gestores dos Núcleos Territoriais de Educação de Bom Jesus da Lapa (NTE 02) e Eunápolis (NTE 27).

Gestores escolares participam de formação em Educação do Campo em Feira de Santana

2017-07-11-PHOTO-00000010
Cerca de 180 gestores das unidades escolares da rede estadual que ofertam Educação do Campo estão participando, até esta quinta-feira (13), de uma formação sobre Educação do Campo, no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães e no Instituto de Educação Gastão Guimarães, em Feira de Santana (101 km de Salvador). A iniciativa também conta com a participação de coordenadores pedagógicos dos Núcleos Territoriais de Educação (NTEs).
Este é o segundo módulo do curso. Com a atividade, os gestores participantes irão repensar o currículo e o Projeto Político Pedagógico (PP) das unidades escolares em que atuam, no sentido de contribuírem para o fortalecimento da modalidade. “Este encontro é essencial para os gestores, pois estão adquirindo novos conhecimentos teóricos e práticos para a implementação de uma gestão embasada nas concepções participativas e democráticas da Educação do Campo”, explica Cássia Margarete dos Santos, técnica da Coordenação de Educação do Campo da Secretaria da Educação do Estado.
Para a diretora Márcia Maria de Oliveira Almeida, do Colégio Estadual Antônio Carlos Magalhães, localizado na cidade de Antônio Cardoso (141 km da capital), a formação é muito importante. “A Escola do Campo tem a função de educar para além dos muros da escola e, por isso, deve-se estender a escola para a comunidade e romper com os isolamentos históricos. É preciso pensar a Escola do Campo como um sistema, em rede, com olhares contemplando diversas dimensões, buscando atender as diferentes demandas, de acordo com cada especificidade”, afirma a gestora.
Já o diretor Sérgio Andrade Garrido, do Colégio Estadual João Baptista Carneiro, localizado no distrito de Ipuaçu (135 km de Salvador), acredita que a formação “é uma forma de compreender a identidade cultural, buscando a transformação social para as crianças, jovens e adultos do Campo Brasileiro”, destaca.2017-07-11-PHOTO-00000012
Educação Campo – Na Bahia, a Educação no Campo está presente nos 417 municípios baianos, em 705 escolas e 595 anexos. Dentre as ações desenvolvidas destacam-se: formação de professores dos anos iniciais do ensino fundamental das escolas do campo, implantação do Programa de Bibliotecas Rurais – Arca das Letras, Programa Estadual de Apoio técnico financeiro às Escolas Famílias Agrícolas (EFAs), formação de professores que atuam em escolas/classes multisseriadas – PRONACAMPO/Escola da Terra e outras.