Estudantes realizam votação eletrônica para líderes de classe na rede estadual

A inovação tecnológica no processo eleitoral está em expansão nas escolas da rede estadual de ensino. Por meio do projeto e-Nova Educação, da Secretaria da Educação do Estado, que utiliza chromebook para uso de conteúdos digitais educacionais em salas de aula, os alunos participaram da votação para líderes de classe, que está sendo realizada nas escolas estaduais desde a semana passada. Foi assim, por exemplo, no Colégio Estadual Alfredo Dutra, no município de Itapetinga, cuja divulgação dos resultados se deu no mesmo dia.

Eleição de líder de classe no col. Alfredo Dutra em Itapetinga -divulgação (1)

O coordenador pedagógico do Alfredo Dutra, Carlos Eduardo Cruz, contou como aconteceu a eleição por voto eletrônico. “No ano passado, usamos só os tabletes, mas este ano já utilizamos os chromebook, graças ao curso sobre novas tecnologias que a Secretaria da Educação ofertou para os professores. Foi interessante porque, como temos Educação Profissional, alguns alunos do curso atuaram como monitores para a construção do processo informatizado da eleição, junto a mim. Realizamos uma votação rápida e prática e o resultado foi on-line, o que causou encantamento a todos”, relatou.

 

Protagonismo - Uma das 25 líderes de classe eleitas (outros 25 foram eleitos para vice-líder), a estudante Daniela de Almeida dos Santos, 16, 3º ano do Alfredo Dutra, falou da sua motivação para assumir a missão. “Já fui líder de classe por três vezes e acredito que já nasci com esse espírito de liderança. Gosto de contribuir com os colegas para que a escola seja a melhor possível e que o diálogo com a gestão seja cada vez mais facilitado. Espero que a minha atuação seja ainda melhor desta vez, já que trago uma certa experiência como líder de classe”.

 

Eleita líder de classe no Centro Educacional Monteiro Lobato, no município de Firmino Alves, a estudante Laiza Farias, 16, 2º ano, contou seus planos para a sua gestão. “Quero ser bastante representativa porque os colegas depositaram confiança em mim. Meu papel é contribuir com o diálogo entre estudantes e diretoria para que, juntos, possamos melhorar ainda mais a nossa escola. Minha ideia é que a cada unidade os alunos façam uma avaliação sobre assuntos voltados à nossa vida escolar para que eu possa levar para os gestores”.

Eleição de líder de classe no col. Alfredo Dutra em Itapetinga -divulgação (3)

O representante estudantil do Colegiado Escolar da Monteiro Lobato, Pedro Souza, 16, 3º ano, completou: “Já fui líder de classe, portanto quero, na minha atual função, ajudar na construção do processo de fortalecimento do protagonismo estudantil. É gratificante para mim contribuir para a formação de novos líderes estudantis que irão ajudar a melhorar ainda mais a nossa escola por meio de projetos que tragam ganhos para a nossa Educação”.

 

Sobre as eleições de líderes de classe – A eleição de líderes de classe ação é uma iniciativa da Secretaria da Educação do Estado, dentro do programa Educar para Transformar, com o objetivo de promover o empoderamento juvenil, a partir do seu envolvimento nas atividades e projetos escolares, contribuindo, assim, para a gestão democrática e participativa das unidades. Os estudantes eleitos nas funções de líder e vice-líder de classe serão os interlocutores da turma junto à comunidade escolar, articulando e propondo melhorias para a unidade de ensino. Representar o interesse coletivo, identificando as necessidades da classe; elaborar um Plano de Ação relativo à melhoria do processo de ensino e aprendizagem; e estimular o bom relacionamento da classe, por meio de diálogo, são algumas competências dos líderes.

 

Fotos: Divulgação

– ASCOM

Estudantes apresentam inovações e tecnologias sociais em Salvador nesta segunda-feira (25)

Estudantes da rede estadual de ensino irão apresentar, nesta segunda-feira (25), 23 projetos de iniciação científica desenvolvidos em sala de aula, no âmbito do Projeto Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado (SEC), no Instituto Anísio Teixeira, que faz parte da estrutura organizacional da SEC, em Salvador. Os projetos apresentam inovação e tecnologias sociais, de baixo custo e com grande alcance social. Entre eles estão o bloco ecológico feito com a fibra de coco, e os biocombustíveis desenvolvidos com os frutos da sideroxylon obtusifolium (quixabeira), com a borra de café e com óleo saturado. Também serão expostos o creme dental a base de juazeiro, a pomada cicatrizante da casca da jurema preta e uma ração para cachorros natural e livre de conservantes. A atividade será aberta ao público, das 8h às 17h, e segue até quarta-feira (27).

 Ciência na Escola 5 Anos 004

Trata-se de uma mostra da Feira de Ciências, Empreendedorismo e Matemática da Bahia, (FECIBA), promovida pela Secretaria da Educação do Estado. Os projetos abordam questões como sustentabilidade, meio ambiente, tecnologia, empreendedorismo e saúde, dentre outros, que buscam solucionar problemas identificados pelos estudantes no meio em que vivem. Os trabalhos expostos serão avaliados por uma comissão especializada e 23, dos 46 estudantes expositores, receberão uma bolsa de Iniciação Científica Junior do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico(ICJ/CNPq), para que possam dar continuidade seus projetos.

Sobre o Ciência na Escola – Com o objetivo de promover educação científica nas escolas estaduais, a partir do protagonismo estudantil, o Programa Ciência na Escola é uma ação estratégica da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, que atua em cinco dimensões: disseminação de inovações tecnológicas na educação; formação de professores integrada a prática escolar; orientação e acompanhamento da gestão pedagógica; promoção do desenvolvimento endógeno local; e produção, divulgação, popularização e apropriação das tecnociências. Desta forma, o programa visa inovar e diversificar o currículo escolar, promovendo o acesso dos estudantes ao conhecimento científico, à cultura e à tecnologia, além de potencializar a produção e a divulgação científica.

Serviço:

Mostra da Feira de Ciências, Empreendedorismo e Matemática da Bahia

Abertura: Segunda-feira (22).

Horário: 8h

Local: Instituto Anísio Teixeira (IAT), na Avenida Paralela, em Salvador

Projetos que serão apresentados

  • Criação de biocombustível a partir dos frutos da sideroxylon obtusifolium (quixabeira) – Colégio Estadual Geovânia Nogueira Nunes – Milagres
  • Matemática – uma ação cidadã – Colégio Estadual Centenário – Itaberaba
  • SOS mundo novo – CETEP do Paraguaçu II – Mundo Novo
  • Protagonismo estudantil no controle do mosquito Aedes aegypti – Colégio Estadual Professor Carlos – Feira de Santana
  • Feira livre de Caetité: laços de sustento e cultura – CETEP Caetité
  • Ração para cachorros natural e livre de conservantes – Colégio Estadual Tereza Borges de Cerqueira – Caetité.
  • Biodiesel da borra do café – Colégio Estadual João Villas Boas – Brumado
  • Utilização da água produzida pelo aparelho de ar-condicionado no cultivo de mudas de umburana de cheiro – Colégio Estadual Antônio Batista – Guanambi
  • Canudos em versos  – Colégio Estadual Luís Cabral – Canudos
  • Ração de baixo custo para cães abandonados em Casa Nova – Centro Educacional Antônio Honorato – Casa Nova
  • Bloco ecológico com fibra de coco como alternativa para substituição da taipa – Centro Educacional Antônio Honorato – Casa Nova
  • Ziziphus creme dental a base de juazeiro: uma alternativa de higiene bucal a ser implementada na Educação Infantil em Canudos – Colégio Estadual Luís Cabral – Canudos
  • Pomada cicatrizante da casca da jurema preta – Colégio Estadual Getúlio Vargas – Casa Nova
  • Caminhão bombeiro – Colégio Estadual Maria José de Lima – Juazeiro
  • Produção de biodiesel como alternativa para reaproveitamento do óleo de soja saturado em Maracás – Colégio Estadual Edilson Freire – Maracás
  • Levantamento preliminar de borboletas do distrito de Ibitira de Rio Antônio – Colégio Estadual Professora Lia de Castro – Caetité
  • Oléo de licuri: uma alternativa barata e sustentável – Colégio Estadual Lauro Farani – Itaberaba
  • Deuses do Olimpo – CETEP Alagoinhas
  • Feira livre de Itaberaba: manejo, higiene e profilaxia dos alimentos – CETEP Itaberaba
  • Jardim dos orixás – Colégio Estadual João Durval Carneiro – São Gabriel (Irecê)
  • Como nosso berimbau começou a tocar – Colégio Estadual Domingos Barros – Conceição do Jacuípe
  • A arte de Ed Ribeiro e o ensino aprendizagem da cultura afro-brasileira (1265) – Colégio Estadual Maria Izabel de Melo – Caetité
  • Violência e abuso contra mulheres – CEEP TIC – Lauro de Freitas

Marque sua entrevista:

Shirley Costa, coordenadora geral do Ciência na Escola – (71) 3115-9032

Foto: Ilustrativa/ Claudionor Jr

Projeto Escolas Culturais agita cena cultura no interior do Estado

O projeto Escolas Culturais está promovendo uma série de atividades de integração com a comunidade em diferentes regiões da Bahia. São eventos que envolvem multilinguagens, artes literárias, aspectos sociais, dança e música. No município de Firmino Alves, nesta quinta-feira (21), no Centro Educacional Monteiro Lobato, o mote foi a cultura popular, com apresentações de rodas de capoeira, protagonizada pelos estudantes da rede estadual. Ainda nesta quinta, à noite, por exemplo, a Escola Cultural de Teixeira de Freitas promove o programa “Eruditos concertos”, na Igreja Batista Memorial, aberto ao público. Em Ubatã, o projeto ‘Arte de ouvir” enalteceu a arte literária.

 07.12 - Implantação do projeto Escolas Culturais  - Foto Claudionor Jr (62)

“Capoeira é arte que faz amigos” é o tema da roda de capoeira que o Escolas Culturais promoveu nesta quinta, com a participação de cerca de 50 estudantes. O evento acontece junto à abertura da etapa escolar do Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP). O coordenador Hiago Santos, fala sobre as atividades: “Fizemos em conjunto como uma forma de incentivar tanto a prática do esporte tradicional, como os mais lúdicos, como o xadrez e o dominó, incorporando a capoeira pela sua importância histórica e cultural e seu papel social. Considero que as atividades esportivas também são culturais, por isso, como graduando em Educação Física, incentivo bastante o esporte no Escolas Culturais”.

O estudante Gabriel Silva, 17, 3º ano do Colégio Estadual Monteiro Lobato, um dos integrantes da roda de capoeira, falou sobre a importância e os benefícios da prática desse esporte. “A Capoeira é muito importante porque, além de fazer parte da cultura e da história do país, trabalha o nosso corpo por inteiro, nos dando resistência e agilidade. Isto sem falar que a capoeira representa a dança, a luta e a música dos negros que foram escravizados no país. Então, este evento cumpre o papel de reverenciar a capoeira como um patrimônio cultural nosso”.

 

Teixeira de Freitas – Em parceria com o Instituto de Cultura, Educação e Desenvolvimento (ICED), o Escola Cultural de Teixeira de Freitas realiza o Eruditos Concertos, que tem, entre os solistas, os músicos Passinho e Filipe Mota. Além disso, o projeto Escolas Culturais, que atua desde abril de 2018 na região, está concluindo a oficina de formação em música, com o maestro Helder Passinho, com a participação de cerca de 40 estudantes, na maioria, crianças e adolescentes.

A coordenadora do Escola Cultural de Teixeira de Freitas, Michele de Oliveira, destaca, ainda, o curso em Práticas Musicais Coletivas, que contou com a participação do maestro Ricardo Castro, criador do Grupo Neojiba. Durante o evento, ele interagiu com acadêmicos de música da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e agentes culturais, entre outros. “Foi uma semana rica para todos nós, do Escolas Culturais”.

Outras atividades – O Escola Cultural de Barra, por sua vez, exibiu, dentro do Circuito Luiz Orlando, o filme “1798 – Revolta dos Búzios – consciência viva”. Já em Abaré, as atividades ficaram por conta do grupo de dança Geração Eleita e da roda de conversa com a psicóloga Taciany Borges sobre o tema “Vamos aprender juntos!”. Em Candeias, o projeto Escola Cultural trabalhou o tema “Proteção e atenção em rede”, com a realização de debate, seminário e palestra sobre “Políticas da rede de proteção social em Candeias”, com representantes do Centro de Referência da Assistência Social(CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e Conselho Titular.

Sobre o Escolas Culturais – O Projeto Escolas Culturais é uma ação do Governo do Estado, desenvolvida por meio da iniciativa interinstitucional firmada entre as Secretarias da Educação (SEC), Secretaria de Cultura (SECULT) e Secretaria de Justiça Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS). Presente em 85 municípios,  o projeto visa a mobilização da sociedade para participar do fomento à cultura, além de criar, na infraestrutura escolar, um novo espaço para o exercício e participação cidadã integrando a escola com o Território de Identidade onde está situada.

Foto: Ilustrativa/ Claudionor Jr

Secretaria da Educação do Estado discute parceria com a Fundação Lemann

A Secretaria da Educação do Estado promoveu um encontro com representantes da Fundação Lemann, nesta quinta-feira (21). O objetivo foi discutir propostas de parcerias para projetos voltados à melhoria do ensino e da aprendizagem dos estudantes na rede estadual de ensino. A atividade contou com a presença do secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigeus, e de técnicos da Educação. Estão sendo planejadas ações voltadas ao currículo, ao regime de colaboração com os municípios e, ainda, para a formação continuada dos professores.

O secretário Jerônimo Rodrigues destacou que a busca por parcerias tem o objetivo de ampliar a atuação do Governo na melhoria da Educação do Estado. “Temos a consciência que podemos trabalhar e promover o avanço na melhoria da Educação, mas, com certeza, com as parcerias conseguiremos ampliar esta atuação, mantendo uma excelente qualidade nas ações desenvolvidas, pois buscamos instituições reconhecidas que tenham o foco na área educacional”, afirmou.

Reunião com Fundação Lemann - foto. Suâmi Dias (19)

Segundo a consultora sênior da Fundação Lemann, Cleuza Repulho, a instituição busca contribuir analisando as demandas apontadas no processo de diálogo. “Não temos um pacote fechado para a nossa atuação. A construção é feita nas discussões com o Estado para que possamos atingir os resultados desejados. Acreditamos que o regime de colaboração com os municípios é estratégico, porque a melhoria da educação começa pela base. Mas estamos abertos para essa discussão com toda equipe técnica da Secretaria para juntos construirmos um plano de ação que atenda as perspectivas na melhoria da Educação”, ressaltou.

Também participaram da reunião, o subsecretário da Educação, Danilo Souza; o superintendente da Educação Profissional e Tecnológica, Ezequiel Westphal; e a diretora do Instituto Anísio Teixeira (IAT), que é ligado à estrutura organizacional da SEC, Cybele Amado.

Sobre a Fundação – A Fundação Lemann é uma organização sem fins lucrativos, que atua na área da Educação em parceria com Governos e outras entidades da sociedade civil. A instituição realiza uma série de ações voltadas à inovação, gestão, políticas educacionais e à formação de uma rede de jovens talentos.

 Fotos: Suami Dias

 

Filme de Aluno Egresso da Rede Pública estreia nas salas dos cinemas de Feira

Após algumas exibições teste nos Estados Unidos, durante o mês de janeiro, para algumas comunidades brasileiras nos estados de Washington e Indiana, o longa-metragem “Porque Eu Te Amei” volta para onde nasceu: Feira de Santana. A produção totalmente feirense estreia no dia 28, às 18h, no cinema Cinesercla, do Shopping America Outlet e segue em exibição até o dia 31 de março.

Inspirado em uma experiência vivida em 2017, no sudeste asiático, em contato com vítimas de tráfico sexual, Tiago Rocha, cineasta feirense e aluno egresso da Rede Pública, contou com uma equipe de mais de 100 pessoas, além de diversos alunos da rede que também fizeram parte da produção  após seleção de atores, para dar vida a essa história. “A vivência me proporcionou um olhar mais sensível à posição da mulher na sociedade e o filme vem como uma maneira de conscientização sobre isso”, explicou.

163069-3

Uma experiência traumática durante a puberdade marca a vida da personagem Denize, uma adolescente de 13 anos de idade. Ao perceber o comportamento da filha, Madalena está disposta a dizer a verdade e lutar por justiça, custe o que custar. Até que um personagem inusitado se apresenta a elas e pode mudar para sempre a maneira de enxergar a dor, com um propósito de vida.

Do roteiro à finalização, a equipe trabalhou durante um ano para que o filme acontecesse. Aprovado na edição de 2018, do programa “Procultura”, da Prefeitura Municipal de Feira de Santana, o longa captou o valor máximo oferecido pelo edital de 18 mil reais e contou com o apoio de diversos colaboradores, além do Núcleo Territorial de Educação do Portal do Sertão-NTE19 em parceria com a Secretaria da Educação do Estado da Bahia.

Serviço

O que: Estreia do filme “Porque Eu Te Amei”
Local: Cinesercla – America Outlet
Horário: 18h
Valor: R$10

Informações: (75) 98130-1316 (Tiago)

 

Secretaria dialoga com Comissão de Educação da ALBA sobre projetos para fortalecer a aprendizagem

A Secretaria da Educação do Estado apresentou à Comissão de Educação, Cultura, Ciência, Tecnologia e Serviço Público da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), as ações que estão sendo implementadas para melhorar o processo de ensino e aprendizagem dos estudantes. Representantes da comissão foram recebidos pelo secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, e pela equipe técnica da Secretaria, na quarta-feira (20), na sede do órgão, no Centro Administrativo a Bahia (CAB). A iniciativa também teve o objetivo de aproximar os parlamentares para que contribuam como parceiros neste processo.

Reunião_Comissão de Educação da ALBA (1)

O secretário Jerônimo Rodrigues falou sobre o encontro. “A ideia é realizarmos este diálogo com os deputados que fazem parte da Comissão para que tragam contribuições e sugestões que venham somar às nossas ações na rede estadual. Esta primeira reunião foi para apresentar a equipe e mostrar que estamos abertos a conversar e ouvir suas propostas. Sabemos que é fundamental atrair parceiros para esta reestruturação da Educação, conhecendo o nosso trabalho, sugerindo adequações e pautando iniciativas dentro do conhecimento deles na área da Educação em toda a Bahia”, destacou.

Segundo a presidente da Comissão de Educação, a deputada estadual Fabíola Mansur, o encontro marca um momento muito esperado pelos parlamentares. “Esta é primeira vez que estamos sendo recebidos pela Secretaria da Educação do Estado, o que mostra que existe este compromisso de que possamos atuar também nessa reestruturação. Assim como a nova equipe técnica da Secretaria da Educação, temos novos deputados integrando a Comissão e, por isso, acredito que poderemos trazer ótimas contribuições para a melhoria da educação nestes próximos quatro anos”, disse.

Reunião_Comissão de Educação da ALBA (57)Ainda participaram da reunião, a deputada estadual Olívia Santana; os deputados estaduais Jurailton Santos, Osni Cardoso, Hilton Coelho e Robison Almeida; a diretora do Instituto Anísio Teixeira (IAT), que é ligado à estrutura organizacional da SEC; e coordenadora executiva da Secretaria de Relações Institucionais (SERIN), Mary Cláudia, representando a secretária Cibele Carvalho.

Fotos: Suami Dias

Secretaria da Educação do Estado dialoga com a SETRE e a SUDESB sobre ações para potencializar a prática esportiva nas escolas estaduais

A Secretaria da Educação do Estado está implantando ações voltadas ao fortalecimento das práticas esportivas no ambiente escolar como parte do processo de ensino e aprendizagem dos estudantes. Entre as estratégias para isto, está a formação de parceria e o assunto foi discutido, na terça-feira (19), entre o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, o secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado (SETRE), Davidson de Magalhães e o diretor geral da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (SUDESB), Vicente Neto.

DSC_0056

Ao destacar a importância do esporte para a aprendizagem dos estudantes, o secretário Jerônimo Rodrigues falou sobre agendas em comum que estão sendo planejadas com a SETRE e a SUDESB. “Dialogamos como inserir o esporte no processo da aprendizagem e, nesta direção, nós estaremos nos preparando para dois jogos: os Jogos Universitários Brasileiros, que possuem uma coordenação nacional e acontecerão em todo o Brasil, incluindo a Bahia, e nós participaremos por conta das universidades e parcerias. Além disso, já demos início à nossa agenda dos Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP), que também tem uma forte parceria com a SUDESB”, destacou.

Jerônimo também acrescentou que “a SUDESB e a SETRE nos apresentaram um calendário e uma estratégia de como construirmos de forma conjunta, pois em um dado momento a realização dos jogos estudantis tem uma forte participação e envolvimento da SUDESB e que possui uma qualificação com relação à infraestrutura da prática de esporte como quadras, campos, ginásios de esporte, piscinas e outros jogos que eles têm uma experiência e nós queremos dialogar para compartilhar isso”.

Para o secretário da SETRE, Davidson Magalhães, a parceria é fundamental. “Queremos dar uma nova roupagem para os jogos estudantis, com novas estratégias de divulgação, atrativos para os estudantes e uma participação mais ativa dos municípios”. Já Vicente Neto salientou que “a participação da Bahia nos Jogos Universitários Brasileiros será muito importante para o nosso Estado, pois é um evento de destaque nacional”, comentou.

JERP – No âmbito da rede estadual de ensino, a Secretaria também está instrumentalizando a rede para potencializar os Jogos Estudantis da Rede Pública, por meio, por exemplo, da construção de quadras cobertas. Além disso, estão sendo planejados a formação de professores de Educação Física e o reforço na interdisciplinaridade. Neste sentido, a SEC também está ampliando o diálogo com os municípios e as unidades escolares.

 

Fotos: Emerson Santos

 

Secretaria da Educação do Estado terá representante na banca de avaliação do vestibular indígena da Universidade de Brasília

Por conta do trabalho pioneiro de fortalecimento da Educação Escolar Indígena, tanto na rede básica como no Ensino Superior, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) foi a única do país convidada para participar da banca de avaliação dos candidatos que concorrem ao terceiro vestibular indígena da Universidade de Brasília (UnB). Para representar a rede estadual de ensino, o coordenador estadual de Educação Escolar Indígena da SEC, José Carlos Magalhães, irá compor a banca de entrevistas – correspondente à segunda fase do concurso –, que acontece neste domingo (24) e na segunda-feira (25), em sete cidades, entre as quais São Gabriel da Cachoeira (AM), para onde o representante da SEC foi designado.

O coordenador José Carlos Magalhães considera que a participação de um representante da Educação Escolar Indígena da rede estadual na banca de avaliação  (formada por professores da UnB e estudantes da pós-graduação indígena) do vestibular indígena da UnB propicia o exercício dos diálogos interculturais, bem como coloca em foco a modalidade educacional e o protagonismo indígena a partir do acompanhamento e assessoramento das atividades e ações direcionadas aos estudantes indígenas nas universidades brasileiras, contribuindo para o fortalecimento e desenvolvimento da formação superior para os povos indígenas do país.

“O convite se deu graças ao fato de a Bahia ser um Estado pioneiro na atuação na Educação Escolar Indígena, com experiências de boas práticas na nossa rede estadual, a exemplo da criação da categoria professor indígena no quadro do magistério baiano e a realização do primeiro concurso público específico para professor indígena do país”, comenta o coordenador.

Vestibular indígena UnB/FUNAI – Supervisionado por um Comitê Gestor – constituído por membros da comunidade acadêmica, com participações docente e discente da FUNAI e do Ministério da Educação (MEC) –, o vestibular indígena da Universidade de Brasília é realizado a partir de um Acordo de Cooperação Técnica com a Fundação Nacional do Índio (FUNAI), firmado em 2015. O concurso tem como objetivo cumprir a política de ação afirmativa a partir do acesso e da permanência de estudantes indígenas nos programas de graduação da instituição de Ensino Superior. As oportunidades atuais são para o ingresso em cursos de graduação na universidade no segundo semestre de 2019. São 85 vagas, distribuídas entre 30 cursos presenciais nos campi Darcy Ribeiro (Asa Norte), Ceilândia (FCE) e Planaltina (FUP), em Brasília.

Só puderam concorrer às vagas os candidatos indígenas que tinham cursado ou que estivessem cursando a maior parte do Ensino Médio em escolas da rede pública ou da rede particular, desde que por meio de bolsa de estudos integral ou parcial. A avaliação consiste em uma prova objetiva e de redação em Língua Portuguesa, a ser realizada neste sábado (23), nos polos regionais das cidades de Aracruz (ES – Aldeia Caieiras Velhas), Boa Vista (RR), Brasília (DF), Imperatriz (MA), Manaus (AM), São Gabriel da Cachoeira (AM), Tabatinga (AM) e Tacaratu (PE – Aldeia Brejo dos Padres), e, agora, a fase da entrevista pessoal.

Governador Rui Costa chega a 319 escolas visitadas na Bahia durante agenda em Camaçari

O governador Rui Costa chegou a 319 unidades escolares visitadas, nesta sexta-feira (15), durante passagem pela cidade de Camaçari. Acompanhado pelo secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, e da equipe técnica da Secretaria, Rui esteve no Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) da Região Metropolitana e no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, quando conversou com a comunidade escolar e conheceu as dependências das escolas, a exemplo de salas de aula, biblioteca, laboratórios, quadra esportiva e outros ambientes pedagógicos.

Visita do Governador Rui Costa e Secretario Jeronimo Rodrigues  ao Cetep e Colegio Modelo de Camacari (165) (1)

Na oportunidade, o governador Rui reafirmou o seu compromisso com a Educação e falou da soma de esforços que estão sendo empreendidos para melhor o processo de ensino e aprendizagem dos estudantes. Além de visitar as escolas, Rui também está participando de um encontro com diretores, vice-diretores e coordenadores pedagógicos nos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), para o levantamento e resolutividade das demandas apresentadas, desde a infraestrutura até o pedagógico.

 

O secretário Jerônimo Rodrigues falou sobre a iniciativa das visitas e de se estreitar, cada vez mais, o contato com a comunidade escolar em toda a Bahia. “O governador veio fazer uma agenda importante na Região Metropolitana aqui em Camaçari, com vários anúncios e, como sempre, visitou escolas. Já tínhamos nos reunido com ele para ampliar a área de lazer, laboratórios e equipar nossas salas para garantir, naturalmente, uma boa qualidade de trabalho e aprendizagem. E, a gente fica muito contente quando o governador vem direto para as escolas, escuta os estudantes e os profissionais da Educação, para que possamos garantir o mínimo de estrutura a estas duas escolas”, afirmou, ao acrescentar que, ainda neste ano, as duas unidades de ensino serão beneficiadas com a implantação de quadra de campo e outros projetos que irão fortalecer o processo de ensino e aprendizagem dos estudantes.

 

A diretora do CETEP, Márcia Rejane Bezerra Vigas, falou sobre a visita. “Queríamos muito que eles conhecerem a nossa realidade, pois é uma unidade escolar de referência em Camaçari”, afirmou. O estudante Carlo Elchami, 17, do curso técnico em Química, ficou entusiasmado com este dia diferente na escola. “Tê-los olhando para a gente de pertinho é reconfortante, pois sei que vamos ter novas melhorias que irão beneficiar toda a comunidade escolar”, comentou.

 

Já o diretor do Colégio Modelo, Gilson Macedo, falou sobre as suas expectativas. “Em função da visita do governador e do secretário, acredito que teremos muitas melhorias na escola, pois eles acabam vendo as demandas para que, a partir disso, possam incrementar algo novo”, destacou.

 

Protagonismo – A estudante Ana Beatriz de Oliveira Souza, 16, que cursa o 1º ano no Colégio Estadual Aristides de Souza Oliveira, teve a oportunidade de acompanhar de perto a agenda do governador Rui Costa, em Camaçari e Salvador, após convite realizado por Rui. Ela foi eleita governadora mirim pelos colegas durante uma votação simulada com urna eletrônica, realizada em 2018, no Centro Estadual de Educação Profissional, Formação e Eventos Isaías Alves (ICEIA), em Salvador. “Foi uma experiência muito interessante poder acompanhar o governador durante todo o dia e percebi que realmente é uma correria, pois fizemos a inauguração de um Posto de Saúde aqui em Camaçari e, também, visitamos duas escolas. Além disso, é muito gratificante ver o quanto ele se importa com as escolas, estudantes e a Educação da Bahia”, enfatizou.

 

Fotos: Claudionor Jr

Secretaria da Educação do Estado promove encontro formativo sobre Educação no Campo

Representantes das Escolas Família Agrícola (EFA) e Casas Família Rural (CFR), participaram, nesta quinta-feira (14), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), do III Encontro Formativo promovido pela Secretaria da Educação do Estado. O encontro teve o objetivo de avaliar as ações realizadas em 2018 e planejar as ações do ano letivo corrente, com foco nos projetos da Educação do Campo.

Formação com representantes das Escolas Famílias Agrícolas no IAT -foto. Emerson Santos (2)

O superintendente de Políticas para a Educação Básica da Secretaria da Educação do Estado, Ney Campello, que representou o secretário Jerônimo Rodrigues na atividade, falou sobre a importância do encontro. “Esta atividade visa a preparação daqueles que são responsáveis por estas 29 escolas, para que possam assegurar qualidade no ensino e aprendizagem dos estudantes do campo, que usam a pedagogia alternativa e que integram a cultura local. Esse ano, o Estado irá fazer um grande investimento para assegurar o funcionamento pleno dessas escolas e estes encontros formativos estimulam uma maior participação das famílias, escolas e estudantes, a partir desta visão territorial e contextualizada da Educação”, destacou.

Para o representante da Associação das Escolas das Comunidades e Famílias Agrícolas da Bahia (AECOFABA), José Guimarães, os encontros formativos são essenciais para o trabalho que é desenvolvido nas unidades escolares do Campo. “É um momento de capacitação, informação e repasse de dúvidas. A nossa expectativa é a de que tenhamos um bom ano letivo com esta nova gestão da Secretaria, pois sabemos do compromisso do secretário com a Agricultura Familiar, que é conhecedor do nosso movimento”, afirmou.

Já o representante da Rede das Escolas Famílias Agrícolas Integradas do Semiárido (REFAISA), Marcos André de Oliveira, afirmou que “a formação é muito importante para as nossas escolas devido aos termos de cooperação que estão em exercício e, a partir disso, todos os representantes das escolas têm a oportunidade de serem orientados para melhor executar seus respectivos termos de cooperação”, esclareceu.

 

Fotos: Emerson Santos